Tendências para o décor em 2016

05 JAN 2016
• Inspiração

Quais as novidades que o mercado da decoração apresentará para seus consumidores, ávidos por novidades e sempre dispostos a adaptá-las para o seu dia a dia? Te contamos a seguir:

poltrona e puff marapendi

Poltrona e puff Marapendi

Lena Pinheiro-decora lider bh

Lena Pinheiro para Decora Lider BH

1) A área interna é a nova área externa

Isso mesmo.  A tendência da vez é trazer a natureza para dentro de casa. Plantas e jardins internos são muito bem-vindos e os móveis devem ter aquela ar casual e versatilidade na hora do uso, ou seja, poder ser usado tanto em áreas internas quanto externos.

madeira

2) A vez do feito a mão

Continua em alta os objetos e móveis artesanais, que retratam a cultura de um povo e uma determinada região. Ponto para o crochê, os trabalhos de madeira e os bordados. Antiguidades também entram na lista. O objetivo é valorizar o trabalho humano e o afeto que permeia todo o seu percurso.

pedras

Obvio Arquitetura para Casa Cor Minas

3) Pedras à mostra

Sim, o estado bruto de pedras como o quartzo, o mármore e os cristais também ocupam lugar no pódio das tendências de 2016. Vale tudo. Desde portas feitas com o material, até móveis e pisos de formas orgânicas que valorizem a natureza em seu estado original.

Max Mello

Max Mello para Decora Lider Vitória

4) Azulejos geométricos

Eles já ganharam estampas, cores marcantes e desenhos únicos. Agora os azulejos apostam nas formas geométricas. Deixe o tradicional formato quadrado de lado e aposte nos triângulos, losangos e retângulos de diversos comprimentos. A ordem é experimentar.

Detalhe mesa de centro chillida

5) Mix de metálicos e metais

O perfume das décadas de 1950 e 1970 continua firme e forte em 2016. A pegada retrô será notada principalmente no acabamento dos móveis desta época, que exploram o metálico em todas as suas nuances.

6) Seja sustentável

Sustentabilidade é ainda será tendência por algum tempo. No décor ela entra em cena através do modo de produção dos móveis, que devem possuir matérias-primas que não agridam o meio-ambiente, descarte adequado e até meios futuros de reuso e reciclagem.

Confira as novidades do nosso blog