Como organizar o cronograma dos seus projetos de Design de Interiores

28 JAN 2020
• Dicas

Quando se fala em um projeto de design de interiores, pensa-se logo nos móveis que serão escolhidos, nos acabamentos a serem instalados, amostras de tecidos, complementos e obras de arte. Mas para que todas essas escolhas sejam feitas de forma inteligente, um item pouco falado é fundamental: o cronograma. Estabelecer prazos para todas as etapas do projeto é essencial para ter um resultado que supere as expectativas do cliente.

Mas como organizar um cronograma real, que atenda as suas necessidades? Criamos um passo-a-passo para te ajudar nessa empreitada, confira a seguir.

 

1 – Estabeleça prazos seguros

Se você previu que o projeto será criado e executado em 90 dias, passe para o cliente um prazo de 100 dias. Assim, você ganha 10 dias de reserva, para imprevistos como quebra de materiais, atraso de fornecedores e mudanças com a mão de obra. Se tudo der certo, você ainda surpreende o cliente entregando o projeto antes do previsto!

 

2 – Divida o prazo total em pequenos prazos

Você já definiu o prazo total de execução do projeto, de 90 dias, divida-o em pequenos prazos. Esses pequenos prazos dependem de cada projeto e seus fornecedores, mas em geral, pense nas seguintes etapas:

  • Entrevista com o cliente.
  • Levantamento das informações do local, com fotos e medidas.
  • Apresentação do layout para o cliente.
  • Criação das plantas e perspectivas dos projetos.
  • Levantamento do custo de produtos com os fornecedores.
  • Aprovação de custos com o cliente.
  • Detalhamento do projeto.
  • Quebra-quebra: aqui entram atividades como a retirada de pisos, mudança de pontos elétricos e hidráulicos. Para estabelecer quantos dias serão necessários para esta etapa, cheque a disponibilidade com eletricistas, pedreiros e a entrega dos acabamentos com as lojas.
  • Depois que o quebra-quebra acabou, é hora da aplicação do gesso, da instalação do projeto luminotécnico e de automação (se houver). Mais uma vez, veja com os fornecedores se os produtos estão disponíveis em pronta-entrega e caso não estejam, qual o prazo para definir esta parte do cronograma. Também cheque a disponibilidade da mão de obra antes de definir as datas.
  • Fase do mobiliário: para determinar o prazo de entrega de móveis, é essencial checar com os fornecedores se eles possuem esses produtos em pronta-entrega. Caso não possuam, veja o prazo de entrega médio das peças. Caso o projeto preveja móveis feitos sob medida, também é interessante adequar o cronograma ao seu prazo de entrega.
  • Decoração: fase final do projeto, consiste na escolha das obras de arte, adornos, tapetes e almofadas. Mais uma vez, é interessante checar com os fornecedores a disponibilidade dos produtos para inseri-lo no cronograma.

 

3 – Colocando no papel – ou no digital

Com esses dados em mãos, crie uma planilha no Excel para visualizar todo o cronograma. Outra alternativa interessante é apostar em gerenciadores de tarefas online. Trello e Overnote são alguns muito usados.

 

4 – Tenha flexibilidade

Faz parte do cronograma de um projeto de design de interiores alguns percalços no caminho. Converse com fornecedores e o cliente e reajuste datas sem medo. O objetivo é sempre o bom resultado do projeto!

 

Pronto para fazer o seu cronograma? Visite uma de nossas lojas e especifique já móveis e complementos!

Como ter uma cozinha prática e cheia de personalidade 2

Confira as novidades do nosso blog