Botonê ou capitonê: quais as diferenças na decoração?

17 JAN 2020
• Dica de decoração

Quem adora misturar os estilos clássico e contemporâneo com certeza já pensou em utilizar um sofá em capitonê ou botonê no décor. Mas quais as diferenças entre as técnicas? Ambas, muito comuns em meados do século XX, são usadas para quem busca um décor luxuoso, e tem o estilo clássico como base.

O botonê consiste em uma técnica de estofamento em que os pontos são marcados com botões, gerando franzidos por todo o tecido. Já no capitonê, esses pontos são marcados com fios grossos, costurados ao tecido, formando saliências geométricas. Esses pontos podem ou não ser marcados com botões.

E qual a influência das técnicas na decoração como um todo? Bem, isso depende muito do design do móvel em que é utilizada. Geralmente, as técnicas são utilizadas em móveis mais clássicos, mas nada impede que linhas contemporâneas sejam adornadas com o capitonê ou botonê.

Selecionamos alguns móveis para inspirar você a aderir à técnica no décor, confira a seguir.

 

Sofá Old por Estúdio Lider de Design

Exemplo de móvel com linhas contemporâneas, que recebeu a técnica de capitonê no assento e no encosto, o sofá Old vai muito bem em decorações minimalistas e modernas.

 

Sofá L400 Cozy

O L400 Cozy ganhou um leve capitonê em seu assento e no puff que o acompanha. Ideal para decorações mais tradicionais, é a peça perfeita para um living integrado ou uma sala de TV.

 

Sofá Chester Inglês por Estúdio Lider de Design

Peça ideal para quem procura um décor mais clássico, pode também ser usada em ambientes contemporâneos, criando uma mistura agradável de estilos. A técnica de botonê, além de charme, confere a durabilidade ao sofá Chester.

 

Sofá K500 por Estúdio Lider de Design

O modelo retrátil ganhou assento com um leve capitonê, detalhe que garante o diferencial da peça. O sofá k500 é ideal para decorações práticas e atemporais.

Já escolheu seu modelo preferido? Visite uma de nossas lojas e conheça todos os nossos modelos!

Como escolher o sofá perfeito