A história dos cômodos: o surgimento dos ambientes como conhecemos hoje

31 MAIO 2021
• Arquitetura

Já tentou decifrar uma época ou um momento histórico por meio da arquitetura e da decoração? Segundo João Sette Whitaker Ferreira, professor da faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP em seu prefácio para o livro “Tudo sobre a Casa”, a maneira como se separam os cômodos e se dividem as circulações em determinada época pode dizer muito sobre costumes sociais, normas de conduta moral ou do papel da mulher na sociedade. Afinal, a casa é uma extensão de nós mesmos, como afirma o filósofo Alain de Botton, sendo uma ótima referência (e testemunha) da evolução do ser humano. Para comprovar o poder do nosso morar, separamos algumas pílulas de curiosidades sobre a história dos cômodos e sua evolução ao decorrer do tempo. Confira a seguir:

 

Sala de estar

  • O primeiro corredor moderno foi criado por John Thorpe, em 1597, em uma casa no bairro londrino de Chelsea.
  • No século XVII, as lareiras eram a peça principal do cômodo.
  • As cortinas nas janelas da sala começaram a ser usadas a partir da metade do século XVIII.
  • A sala passou a ser mais usada pelos moradores com o advento da lâmpada de Argand, em 1783. A partir daí, atividades como ler, jogar cartas e costurar passaram a ser exercidas no cômodo.

história dos cômodos

Planta de John Torpe, primeiro arquiteto a inserir o corredor em um projeto.

Sala de jantar

  • Os tamboretes eram os móveis mais comuns da sala de jantar no antigo Egito.
  • Nas mansões da Roma Antiga, havia várias salas de jantar. Em dias de festa, por exemplo, todas eram ocupadas de acordo com o status de cada convidado.
  • Até o século XVII, poucas pessoas usavam talheres. A forma mais comum de comer era com as mãos.
  • Foi depois da Revolução Francesa, com os apartamentos franceses sendo divididos em espaços menores, que surgiu a configuração da sala de jantar como conhecemos hoje: uma mesa rodeada de cadeiras. Antes disso, elas costumavam ficar encostadas na parede.

história dos ambientes

Exemplo de uma sala de jantar na Roma Antiga.

Quarto

  • Na Roma Antiga, os dormitórios mais espaçosos eram divididos com tapeçarias e cortinas.
  • A intimidade, inexistente até o século XIX, fazia com que camas e dormitórios fossem sempre divididos. Até com estranhos, no caso das estalagens.
  • O desconforto dos móveis fez com que a cama se tornasse um lugar habitual para receber visitas durante o dia.
  • A cama era o centro da vida. Tudo era tratado nela.

história dos cômodos

Figura retrata a cama como o centro de acontecimento no Antigo Egito.

Cozinha

– Inicialmente, a cozinha era uma espécie de fogão à lenha localizado na parte externa da casa.

– O primeiro passo para aproximar a cozinha do resto da casa foi trazer o fogo para dentro. A partir de então, as salas que abrigavam o fogo começaram a ganhar armários e despensa para conservação dos alimentos.

– O fogo enchia de fuligem a casa e o fato de não ter por onde escoar a fumaça tornava o ambiente irrespirável, deixando todos os presentes manchados com a fuligem.

– Era comum que a cama onde se dormia ficasse próxima ao fogo, para esquentar os moradores da casa.

– O fogão de ferro surgiu em 1830 e foi uma das grandes revoluções da cozinha. Apesar disso, os arquitetos da época continuavam relegando o cômodo a um lugar de fumaça, gordura e cheio de calor e cheiro forte.

história dos cômodos

Exemplo de uma cozinha francesa no século XVIII.

Banheiro

– Os banheiros era mais públicos do que privados inicialmente. Na antiga Roma, era possível usufruir das termas de maneira coletiva. Os banhistas despiam-se no local e passavam por várias etapas, como uma esfoliação com azeite e areia (o sabão da época), até chegar ao banho de fato.

– Até o século XVI, a tina de banho era compartilhada da mesma maneira que um dormitório ou um caldeirão de comida.

– Para evitar o atrito com a madeira da tina, elas eram estofadas por dentro.

– No século XVIII, o banheiro era um cômodo itinerante. Mudava com os usos, do quarto à cozinha, dependendo do tipo de moradia, com os jarros e as bacias sendo transportados para os locais de sua necessidade.

– Na história dos cômodos, o banheiro surge como um ambiente separado no final do século XIX, quando chegam as tubulações nos edifícios e emplaca quando vasos, lavatórios e as banheiras de porcelana esmaltada passam a ser produzidas industrialmente.

banheiro antigo

Gravura de banheiro grego mostra que a intimidade no banheiro não existia antes do século XIX.

 

Sugestões de leitura:

Tudo sobre a casa – Anatxu Zabalbeascoa

Da sala, passando pelos quartos, até chegar à cozinha, o surgimento destes espaços é contado de forma fácil e didática, se tornando uma ótima leitura para quem adora descobrir curiosidades sobre a história dos cômodos da casa.

livro tudo sobre a casa

 

O século do conforto: quando os parisienses descobriram o casual e criaram o lar moderno – Joan DeJean

Focado mais no surgimento da decoração, este livro é fruto de uma pesquisa histórica detalhada e cheio de boas informações sobre o tema. Há desde a explicação do surgimento dos estofados (que vieram junto com o uso de roupas mais confortáveis pelas mulheres), até o fascínio do rei Luís XIV por seu castelo de Versalhes, ponto de partida de várias inovações do lar moderno.

livro o século do conforto

A arquitetura da felicidade – Alain de Botton

Com abordagem filosófica sobre o ato de morar, o livro fala sobre como a casa é uma extensão de nós mesmos e reflete as nossas buscas mais profundas. O autor ressalta como pessoas mais agitadas buscam por uma decoração que as acalme, e como a casa age como um ponto de equilíbrio para o nosso ser. Esgotado, o livro pode ser encontrado em sebos ou na sua versão em inglês.

livro a arquitetura da felicidade

 

Como decifrar arquitetura – um guia visual completo dos estilos

Você fica em dúvida ao reconhecer os estilos de arquitetura que vê na sua cidade ou quando está viajando? Gótico, clássico, contemporâneo, minimalista. O livro ensina de forma didática a identificar os estilos e elementos que o formam. Em formato de guia, é ótimo para levar na bolsa em viagens.

livro como decifrar arquitetura

 

Gostou das curiosidades sobre a história dos cômodos? Então compartilhe e conte pra gente nos comentários! Aproveite também para nos visitar e conhecer nosso design feito para viver.

Como ter uma cozinha prática e cheia de personalidade 2

 

Confira as novidades do nosso blog