5 coisas que você precisa saber sobre o home office

08 DEZ 2020
• Dicas

Desde o surgimento da COVID-19, as formas de trabalho sofreram grandes transformações. A maior delas foi o deslocamento de espaços corporativos para o home office. Quem não tinha o hábito de trabalhar em casa se deparou com dificuldades como a ergonomia das cadeiras, um ambiente propício para a execução de suas tarefas e até detalhes como a qualidade da conexão da internet.

 

Segundo pesquisa do IBGC, Instituto de Governança Corporativa, uma das maiores dificuldades advindas do home office foi a falta de infraestrutura no domicílio, como móveis e internet, com 15,2%, perdendo apenas para a falta de interação humana e relacionamentos interpessoais, com 16%. Outros itens como a extensão da jornada de trabalho e a dificuldade de equilibrar rotina pessoal e profissional também foram citados na pesquisa.

 

Apesar dessas dificuldades, o home office veio para ficar. Prova disso é que grandes empresas pretendem manter o modelo de trabalho com o fim da pandemia. E como fica a nossa casa no meio disso tudo? É o que mostramos para você a seguir.

 

1. Paredes voltam a ser erguidas

Com o início dos trabalhos em home office, começamos a sentir falta de paredes, afirma a arquiteta Fernanda Marques em matéria da revista Casa Vogue de Agosto de 2020. Isto porque passamos mais tempo em casa, exercendo diversas atividades, surgindo assim a necessidade de um ambiente de trabalho sem interferência de ruídos, com boa luz natural e espaço delimitado.

 

2. Ergonomia em pauta

Característica até então relegada a segundo plano, a ergonomia volta a ganhar importância no home office. Pense em cadeiras confortáveis, bancadas com altura de 75 cm e profundidade mínima de 60 cm.

home office

Cadeira Neo Giratória compõe esse escritório amplo e bem organizado.

 

3. Iluminação em alta

Outra característica que começou a ser observada durante o home office diz respeito à iluminação. Valorizar a luz natural nunca foi tão importante, assim como a intensidade e localização dos pontos de iluminação do escritório.

 

4. Dupla função

Nem todos têm a opção de inserir o home office em um cômodo exclusivo. Nasce daí a necessidade de um espaço com outra função predominante que também possa receber um escritório. Um canto no quarto, na varanda e na sala são algumas alternativas que surgiram durante a quarentena.

home office

Sala de jantar assume também a função de escritório neste projeto de Eduardo Muzzi.

 

5. Móveis ergonômicos que fogem do estilo corporativo

Justamente por causa desta dupla função dos cômodos, surgiu a necessidade de móveis com apelo visual mais acolhedor, sem aquele ar corporativo. Cadeiras para sala de jantar, por exemplo, viraram também cadeiras de escritório. O hibridismo é bem-vindo, desde que seja confortável para o usuário.

home office no quarto

Neste quarto de Mari Lazarini, a escrivaninha Slim serve também como penteadeira.

 

Quer repaginar o home office? Visite uma de nossas lojas!

Como escolher o sofá perfeito

Confira as novidades do nosso blog